No encontro, foram tratados temas relacionados ao setor. “Estamos avançando e quebrando paradigmas, mas tudo é uma evolução constante. Não é uma tarefa fácil, mas é importante reconhecer a organização do setor das energias hídrica, solar, eólica e de biomassa. Reforçamos o compromisso que o governo do Estado tem com a expansão dessas energias renováveis e de seus empreendimentos. O canal de comunicação precisa estar aberto para superar as dificuldades, e esse é mais um dos motivos de estarmos aqui, para ouvir e trocar ideias”, disse Polo. 

Em termos de capacidade instalada, o RS tem 80% de renováveis na matriz elétrica (considerando que há usinas termelétricas que não vêm despachando). Aproximadamente 92% da geração ocorre a partir de recursos renováveis, dos quais 17% de geração eólica, hoje na segunda posição.

Um dos avanços mencionados pelos empreendedores presentes foi a melhoria nos termos de licenciamento e a desburocratização. O secretário Artur Lemos destacou que há um trabalho contínuo para a evolução dos processos. “Há uma burocracia necessária para dar segurança jurídica e estabelecer procedimentos consolidados, mas não pode haver excesso dessa burocracia. Estamos avançando, mas o trabalho é pela melhoria contínua”, afirmou. 

A presidente da Fepam, Marjorie Kauffmann, lembrou que a proximidade com os empreendedores e com as suas necessidades específicas é um dos fatores que contribui para os bons resultados. “Hoje já colhemos bons frutos dessa integração, como sair de um tempo médio de licenciamento geral que iniciou com 250 dias e passou para 90 dias. Foi um avanço importante, constituído através de muito reconhecimento dos nossos sistemas. Não chegaríamos até aqui sem os empreendedores ajudando no caminho”, observou. 
Participaram da reunião representante do Sindicato da Indústria de Energias Renováveis do Rio Grande do Sul (Sindienergia), da Associação Gaúcha de Fomento às Pequenas Centrais Hidroelétricas (AGPCH), da Associação Gaúcha de Empresas Florestais (Ageflor) da Braspell Bioenergia e da Tanac, além do prefeito e do secretário de desenvolvimento de Porto Mauá, Leocir Weiss e Cleofas Moser.