Dois meses de horas incontáveis de voluntariado. Um time com quase 50 pessoas de diferentes idades, áreas e conhecimentos. Empresários e poder público trabalhando lado a lado. Ou melhor, juntos - mesmo com o distanciamento social. Toda essa movimentação tem um motivo: florescer novas possibilidades para enfrentar a pandemia e todos os seus desafios na economia, educação, sustentabilidade e saúde.

O Movimento Juntos Horizontina completa dois meses com uma lista grande de conquistas: foram mais de 10 ações diretas e dezenas de iniciativas que beneficiaram milhares de pessoas. Iniciativas focadas em empresários e clientes, médicos e pacientes, professores e alunos. Ações que beneficiaram - ainda vão beneficiar - muito, a comunidade. “O Movimento busca fortalecer a economia de Horizontina, ajudar diferentes setores, olhar para as famílias que moram aqui, que são daqui. Queremos entender quais são as necessidades que surgiram com a pandemia e buscar soluções.”, explica Letícia Kruel, vice-presidente da ACIAP.

O Movimento nasceu na ACIAP, ganhou o apoio de empresários, buscou força no poder público, motivou voluntários. Sem partido político, o Juntos conta com a ajuda voluntária de pessoas que nasceram em Horizontina ou possuem uma ligação a cidade.  “Dois meses é a penas o começo de um trabalho focado na comunidade. A ACIAP apoia e oferece suporte para isso acontecer. Queremos enfrentar a pandemia de uma maneira segura para a economia local e todas as famílias. É um momento de solidariedade, empatia, união. É isso que buscamos”, explica Ana Santos, presidente da associação.

Cinco comitês, muitos corações

A maneira com que o Movimento encontrou para se organizar foi dividir os voluntários e as ações em comitês: Educação, Gestão, Sustentabilidade, Comunicação e Saúde. Cada time com seus desafios, mas todos juntos para o objetivo: desenvolver maneiras de enfrentar os desafios da pandemia no município.

Quando convidado para participar do Movimento, o empresário Claudiomiro Rex não pensou duas vezes: aceitou ser voluntário e líder do comitê Gestão, que cuida das ações voltadas ao comércio, empresas e indústrias. “A principal ação do comitê de Gestão até hoje foi criar uma cartilha única de protocolo de segurança, que foi enviado para centenas de empresas. Esse material foi elaborado por voluntários do time, com base em leis e protocolos do Governo. Regras de distanciamento social, higiene, uso de máscaras, esclarecimentos e conscientização”, conta o empresário que há mais de 30 anos trabalha na cidade.

O material, fornecido gratuitamente aos colaboradores e clientes, ampliou o conhecimento sobre as medidas de proteção e, consequentemente, ajudou na segurança de todos. “Queremos proteger vidas, diminuir custos da empresa e ajudar a enfrentar o momento”, completamente. E voltando ao voluntariado, Claudiomiro ressalta: “o propósito deste Movimento me motivou a aceitar o convite. Trabalhar de forma voluntária para mudar cenário que o Covid19 nos desafia é gratificante. Juntos somos mais fortes. Eu me sinto grato por aprender com a equipe, por buscar opções para superar esta crise. Por estar junto”.

A psicóloga Aline Vernier enche o coração de alegria ao se dedicar ao Movimento. Ela é líder dos comitês de Saúde – que busca ações para ajudar profissionais da saúde, demandas do hospital e acolhimento de famílias. E do comitê Educação – que trabalha focado em ajudar professores das redes municipal, estadual e particular. “Quando você realiza um trabalho voluntário, ganha mais do quem recebe o voluntariado. É uma sensação de crescimento, de gratidão por ajudar a construir uma sociedade melhor”, afirma.

O grupo que trabalha com Aline no comitê Educação, por exemplo, são pessoas que também já realizam outros trabalhos voluntários, assim como ela. “Acredito que essa energia ajuda na motivação, na autoestima e na integração que o momento pede. Já fizemos vídeos para todos professores, conversas virtuais com profissionais das séries iniciais, troca de ideias. Queremos focar no auxílio dos professores, os pais e os alunos, a encontrar melhores soluções para esse novo momento”, conta. Sobre completar dois meses no Movimento, Aline ressalta: “queremos contagiar mais pessoas. Mais pessoas se unindo em uma única causa: a cidade, a comunidade de Horizontina”.

Fabiana Zappe, líder do comitê de Sustentabilidade, veste a camisa quando o assunto é voluntariado. O grupo já ajudou centenas de famílias, promoveu doação de cestas básicas, arrecadação de alimentos e agasalhos. “O objetivo principal é unificar as iniciativas do município para beneficiar o maior número de pessoas de forma justa e clara”, garante. Sobre o sentimento de fazer parte do Movimento, Fabiana completa; “Estamos fazendo a nossa parte enquanto cidadãos de Horizontina. Nos dedicamos em tentativas para minimizar os impactos da pandemia, renovando a esperança das pessoas e fazer a diferença na vida das pessoas que foram impactadas e estão em vulnerabilidade social. É gratificante ser um pedaço deste Movimento”.

Quem deseja fazer parte do Movimento voluntariamente, pode entrar em contato pelo e-mail juntos@aciaphz.com.br.