Prestes a completar cinco meses da implantação dos protocolos de segurança pelos organismos de saúde em função da pandemia do novo Coronavírus, proprietários de hotéis, bares e restaurantes solicitaram ao prefeito Jacques Barbosa o abrandamento das restrições em Santo Ângelo.Um documento relatando a situação que vive o setor e contendouma pauta de reivindicações foi entregue ao chefe do Executivo.

Segundo manifestações dos empresários, o setor da alimentação e hospedagem está enfrentando dificuldades extremas para manterem seus estabelecimentos de portas abertas. A comissão também reconheceu os esforçosempreendidos peloGoverno Municipal para a reversão das bandeiras definidas pelo Distanciamento Controlado do Estado.

A audiência foi na manhã desta quarta-feira, 05, no Gabinete do Executivo, quando o prefeito Jacques Barbosa demonstrou sensibilidade à situação e assumiu o compromisso de levar as reivindicações do setor para avaliação do Comitê de Enfrentamento ao novo Coronavírus. Jacques também solicitou a indicação de um membro do setor gastronômico para integrar o comitê.

O prefeito elencou algumas situações que colocam o setor da gastronomia com baixo risco para a disseminação do novo Coronavírus, principalmente pela rigidez dos protocolos de higienização e segurança observados nos restaurantes, e apoiou a mobilização dos empresários. Jacques também anunciou que o Governo Municipal está buscando alternativas de crédito junto às instituições financeiras e medidas para a retomada da economia no período pós-pandemia, estão em fase final de avaliação pelos técnicos do município.

PLEITOS

Os empresários reivindicam a ampliação do horário de funcionamento de bares e restaurantes até a meia-noite; a possibilidade de mesas externas com a segurança do distanciamento entre elas; o retorno do tradicional sistema de buffet sem que o cliente precise ter o prato servido pelos funcionários dos estabelecimentos; o retorno dos rodízios de pizzas e das músicas ao vivo no modelo acústico.

De acordo com os proprietários, todas as normas de higienização e de distanciamento adotadas desde o início da pandemia, continuarão sendo respeitadas. “Queremos nos adequar para trabalhar, não queremos criar um problema gigante”, declarou Elson Bueno, proprietário do Centro de Eventos e Restaurante Fine Art.

Ao final da audiência de negociação com o Executivo, com base nas manifestações de apoio ao movimento pelo prefeito Jacques, os empresários mostraram-se satisfeitos e vislumbrando que medidas mais amenas serão adotadas para a retomada gradual do setor. “Fui uma reunião muito produtiva e, com certeza, juntos, venceremos a pandemia”, concluiu Bueno.

Texto: Tarso Weber/Fotos: Fernando Gomes