Seara da Canção conta com grande cobertura da Rede Nossa Rádio

A Rádio que Contagia

Seara da Canção conta com grande cobertura da Rede Nossa Rádio

Evento foi um grande sucesso neste fim de semana e movimentou a cultura gaúcha em Carazinho e no RS

Neste fim de semana, os carazinhenses apaixonados pela cultura gaúcha aproveitaram o clima quente e seco para prestigiar a 21ª edição do festival nativista Seara da Canção Gaúcha, que aconteceu entre os dias 25,26 e 27, no município do Norte do RS.

Quatro décadas depois da primeira edição do evento, o público de diversas regiões do estado, empolgado com a retomada do festival, lotou o ginásio do Colégio Patronato Santo Antônio e se emocionou com as atrações artísticas e culturais.Além das canções, encenadas no palco de onde surgiram vários artistas consagrados da cultura gaúcha, como Rui Biriva e Porca Véia, por exemplo.

Pelo caráter inovador, um dos destaques da Seara da Canção foi também a oitava edição do projeto Searinha, que visa cultivar as tradições gaúchas entre as gerações vindouras e contou com grandes atuações destes novos representantes da música nativista.

Além disso, o festival contou comos shows artísticos de Jorge Guedes e Família, César Oliveira e Rogério Melo, Joca Martins, entre outras atrações, como asapresentações da Oficina de Violão “Servos da Caridade” e da jovem Luiza Barbosa.

Com total apoio da rede Nossa Rádio, que contou com a parceria de 20 empresas da cidade para a cobertura, o eventofoi organizado pela Associação Seara de Arte e Cultura Gaúcha juntamente com a prefeitura de Carazinho, além de demais empresas da comunidade, mantendo-se ainda com alguns de seus originais fundadores e agregando novas lideranças culturais do município. 

Aylton Magalhães, um dos pioneiros na criação do festival, celebrou a retomada da realização da Seara da Canção e parabenizou a tradição da rede Nossa Rádio no apoio e cobertura de um dos principiais eventos culturais da região.Ex-prefeito de Carazinho, Aylton lembra que a ideia de criação da Seara surgiu justamente dos microfones do AM 780.

“A sensação é que estamos resgatando a alma do gaúcho e do povo de Carazinho, porque é o nosso principal evento na cidade. A gente criou a Seara nesse microfone, que antes era Rádio Carazinho, depois Rádio Diário e agora Nossa Rádio. Então, a gente tem um sentimento saudoso de ver a Seara da Canção acontecer novamente”, disse Aylton.

Mais de 10 profissionais da rede Nossa Rádio se empenharam na cobertura do evento, que é um dos mais prestigiados do ramo no Rio Grande do Sul, cuja realização agrega alto valor de autoestima para a comunidade de Carazinho.

Os repórteres da Nossa Rádio, Alessandro Tavares e Nathan Schultz, estiveram no local do evento durante os três dias de festival e contaram com os trabalhos técnicos de Marcos Custódio. Além disso, a cobertura contou ainda com os comentários do professor e maestro do Colégio Sinodal Rui Barbosa, Marcelo Lima, que avaliou as apresentações das canções que estavam na competição.

Emocionado, ao final das apresentações, o presidente da Associação Seara de Arte e Cultura Gaúcha, Gustavo Adriano Weber, falou sobre o trabalho para a realização da Seara e avaliou como positivo o saldo do festival.

“Tivemos muito trabalho nesses últimos meses para construir um projeto grande como o da Seara, não dava pra fazer a Seara de qualquer jeito. E hoje, ouvir a avaliação positiva dos artistas e da comunidade, nos deixa plenos e com a sensação de que todo o trabalho valeu a pena”, disse o presidente, em entrevista à Nossa Rádio AM 780.

Já na madrugada desta segunda-feira (28), após o término das apresentações e definição da comissão avaliadora, foram conhecidas as músicas premiadas da Seara. A grande campeã foi a canção “O tempo e o vento”, uma milonga interpretada por Miguel Marques e Francisco Oliveira, com letra de Giovani Gonzales, de Santana do Livramento. 

Veja a lista de músicas premiadas

Melhor Canção da 21ª Seara da Canção Gaúcha: O Tempo e o vento

Melhor canção da linha Nativista: O Tempo e o vento

Melhor canção da linha Galponeira: Um resto de madrugada

Melhor canção da linha Contemporânea Gaúcha: Em querer remoçar

Melhor tema sobre Carazinho e/ou sobre a Seara: Rua das tropas

Música mais popular: Essa tal tecnologia

Melhor letra: O tempo e o vento

Melhor melodia: Quem sabe num tempo novo

Melhor intérprete: Flávio Hansen

Melhor instrumentista: Pedro Kaltbach

Melhor arranjo vocal: Um canto em milonga pro meu Chão

Melhor arranjo instrumental: Folha em branco

Melhor indumentária: Cavalgada

Vencedores da Searinha

Categoria Piazito

1º Valentina Mazuí – Quaraí

2º Muriel Guadagnin Kirst – Não-Me-Toque

Categoria Piá

1º Bianca Berton Lago – Constantina

2º Marcelo Hollanda – Carazinho

Nenhum comentário

Adicione seu comentário