O município de Santo Ângelo se caracteriza por possuir organizações de agricultores que se unem para adquirir ou receber do poder público, equipamentos agrícolas e para agroindústrias.

 

São 27 associações presentes em praticamente todas as comunidades, as quais já receberam equipamentos como tratores, distribuidores de adubo liquido, globes, ensiladeiras, pulverizadores, plantadeiras, kits fenação e outros.

 

De acordo com Diomar Formenton, coordenador das Associações e Agroindústrias da Secretaria Municipal de Agricultura (SEMAGRI), o uso é conjunto, “potencializando o trabalho, diminuindo custos e exercitando o associativismo e a solidariedade entre eles”.

 

Ele ainda destaca que com a sanção da Lei Nº 4.321, de 24 de julho de 2019, o Governo Municipal ampliou ainda mais o incentivo à agricultura familiar, incluindo o repasse de materiais de construção em parceria com os proprietários das agroindústrias.

 

“E através da lei do marco regulatório, a Secretaria Municipal da Agricultura repassou recursos na ordem de R$ 16 mil para a Associação dos Produtores de Leite de Santo Ângelo (APEGLESA), recursos utilizado para aquisição de sêmen, melhorando a genética do rebanho leiteiro. E a Associação de Produtores Hortigranjeiros e Produtos Coloniais de Santo Ângelo (APROCOHSA) recebeu R$ 25 mil para subsidiar um médico veterinário que dá assistência técnica às agroindústrias, diminuindo os custos de produção das mesmas”, reforça Diomar.

 

APROLISA

 

Nesta semana, Diomar participou da eleição e posse da nova diretoria da Associação de Produtores de Linha Sabiá (APROLISA). “O que chama a atenção de forma positiva é a participação das famílias na Associação”, comenta.

 

A nova direção, inclusive é formada em sua maioria pelas mulheres. A presidente é Eliane Zanuzo e a vice Sandra Lowe. A secretária eleita foi Luci Teresinha Missio e a tesoureira Raci Missio. O conselho fiscal é formado pelos titulares Ariovaldo Aires Camargo, Luis Pedro Minuzo e Generino Cassol com os suplentes Dionísio Zanuzo, Arlindo Mertin e José Missio.

 

As 26 associações envolvem em torno de 400 famílias. “A SEMAGRI incentiva e já temos exemplos positivos de as associações trabalharem conjuntamente, trocando equipamentos e mão de obra e queremos levar essa idéia para as demais”, frisa Diomar.