Com a chegada do frio, ocorre adaptação fisiológica do nosso organismo de forma diferenciada que do verão. No frio, há uma necessidade maior do corpo em aquecer órgãos internos, como o coração e o pulmão. O sangue passa a circular mais e de forma mais rápida para a promoção do aquecimento das regiões centrais. 

 

Para que seja possível esse aumento da temperatura corporal, o mesmo depende de mais energia que o habitual, diferente do verão e das outras estações do ano. Aumentando assim o gasto energético, gastando mais calorias e facilitando a perda de peso. Aumenta também o metabolismo basal, com maior consumo de energia corporal, facilitando o emagrecimento.

 

Com isso as baixas temperaturas são boas aliadas para quem visa a perda de peso. Em média, para a manutenção da temperatura corporal, há um aumento do gasto calórico em até 10%. Quando a mesma é aliada a uma dieta balanceada e com prática de atividade física, contribui para a perda de peso e para chegar ao verão com o corpo em dia. 

 

Por isso, agora é a melhor época para malhar pesado, se alimentar bem e fazer exercícios aeróbicos, contribuindo para que evite chegar ao verão desesperado para diminuir peso.

 

Geralmente no inverno há um aumento do apetite, mas se torna necessário ter estratégias nutricionais e usar isso ao favor da redução de peso. 

 

Os cuidados com a alimentação são essenciais, consuma saladas diariamente, consumindo antes e junto com alimentos quentes, para garantir maior saciedade. Se forem consumir alimentos típicos de inverno, troque por opções com teores reduzidos de açúcar e gorduras. Pratique atividade física de forma regular, que auxiliam na perda de peso. 

 

Se for preparar caldo ou sopa, capriche nos legumes, evitando o excesso de carboidratos ou preferindo pelos integrais.

 

Nesse período o acompanhamento juntamente com o nutricionista vai ser fundamental para orientá-lo e o acompanhar.