Mesmo o título parecendo um exagero, falar que uma mãe tem mais força que uma bomba atômica não é nenhum exagero! A força de uma mãe é algo incomparável a qualquer outra força, mesmo de uma bomba atômica.

 

As mães têm um combustível que as capacita a fazer o impossível, o inimaginável, são vulcões em erupção quando sentem que alguém possa ameaçar seus filhos ou viram uma enchente, uma tempestade, um terremoto.

 

O amor das mães por seus filhos é diferente de qualquer outra coisa no mundo. Elas não obedecem às leis e não têm piedade de quem ousar maltratar um deles. Uma mãe, quando sente ser atingida por um mal que possa ser feito a um de seus filhos, imediatamente se transforma em uma bomba exterminadora, sem remorso, e vai enfrentar se for preciso sozinha uma guerra e tudo o que ficar em seu caminho que possa atrapalhar os destinos de sua família.

 

Uma mãe nunca está sozinha em seus pensamentos, ela sempre pensa por ela e mais alguém. Ela pensa pelos filhos, ela pensa pelo marido, ela pensa pelos vizinhos. Até pensa que pode voar, nem que seja com as asas da imaginação, para conseguir paz e amor, mesmo com as mais sérias deficiências, muitas vezes, sem ouvir, sem enxergar ou sem poder andar, ainda assim, com sua luta e crença, conseguem coisas incríveis, dignas que só o amor de mãe consegue.

 

De todos os direitos de uma mulher, o maior deles com certeza é ser mãe. Nada faz uma mulher ficar mais linda do que a sua vida dedicada para a maternidade. A beleza exterior cai por terra quando se trata de cuidar de um filho com algum problema.

 

Falando um pouco da minha mãe, que foi a mulher mais bela que já conheci, pois tudo o que sou devo a ela, por isso atribuo todos os meus momentos de sucessos nesta vida ao ensino moral, intelectual e físico, até as palmadas que recebia quando não obedecia eram como toques de amor e carinho.

 

Deus criou as mães para ajudá-lo na construção de suas obras na terra. Por isso, eu entendo que as mães têm uma parcela divina na construção do universo de Deus.

 

Até a próxima!